Publicado em 06/09/2017


A Igreja e os Sacramentos - 7ª PARTE

O Sacramento da Ordem

 

 

Por: Diácono Sandoval

 

 

 

Segundo São Paulo, a Igreja toda é formada de “membros irmãos, formando um ÚNICO corpo. Este corpo de diversos membros com diversas funções: “uns são apóstolos, outros profetas, etc.” Ora, todo corpo vivo tem uma cabeça. A presença de Cristo, portanto, é indispensável para a Igreja ser VIVA. Cristo voltou para o Céu, mas está sempre presente por meio do Presbitério... É CRISTO que por meio dele, batiza, consagra, confirma, perdoa, abençoa. Neste sentido “o Presbítero é SINAL do outro na Comunidade”. “Todo poder me foi dado no Céu e na Terra. Como o Pai me enviou, assim eu envio vós... (Mt 26, 16-20).


Esta presença invisível (se manifesta de modo visível na “Hierarquia”. A Igreja, por ordem de Cristo e presença do Espírito Santo, é dotada de uma ORDEM hierárquica de três graus: Bispos, Presbíteros e Diáconos... todos com a Missão de continuar servindo o Povo de Deus e ANUNCIAR a Boa Nova da salvação. O sacramento da Ordem foi instituído por Jesus na Última Ceia, como um “Colégio de Pastores em comunhão com PEDRO, 1º Pastor e Pai espiritual, Jesus, verdadeiro e único e eterno PASTOR, entregou aos apóstolos os mesmos poderes que tinha recebido do Pai. Ora, para Ele estar conosco até o fim do mundo, era necessário que os Apóstolos tivessem os seus sucessores. São os Bispos que, unidos ao Papa cumprem sua missão “indo, ensinando, convertendo, batizando...” Quem vos ouve a Mim ouve: que me ouve, ouve o Pai que me enviou...”


O colégio episcopal possui, portanto a “plenitude do Sacerdócio”. E, pelas palavras da Ordenação, pela força do Espírito Santo na imposição das mãos, pode transmitir a OUTROS o caráter sagrado do Bispo ou Presbítero. Esta plenitude do Sacramento é conferida no dia da SAGRAÇÃO. E, para que não faltem ao Povo de Deus a Palavra, a Eucaristia e o Perdão, o Bispo transfere a ORDEM aos seus Presbíteros e aos Diáconos.

 

EPISCOPUS = Pastor;
PREBITEUS = Auxiliar;
DIACONUS = Servidor de Deus.

 

 

Quem são os Diáconos permanentes?

 

O Vaticano II depois de mais de mil anos, restabeleceu a Ordem dos Diáconos Permanentes, entregando às Conferências Episcopais a faculdade de decidir sobre a oportunidade desta instituição.


Para ser Diácono, não é preciso ser celibatário. Pela própria função, o Diácono está “a SERVIÇO” comunidade, ajudando o Presbítero ou o Bispo.


O diácono permanente, ordenado pelo Bispo, deve proclamar a Escritura, administrar o Batismo, distribuir a comunhão. Abençoar os casamentos, presidir cultos e funerais.

 

 

Aproxima-se a festa do nosso padroeiro. Este é um momento intenso para nossa Paróquia. Em primeiro lugar, devemos compreender como Paróquia...

Segunda e Sexta-feira, às 19h.
Quarta-feira (missa da graça), às 19h.
Domingo, às 6h30m, 8h e 19h.
Copyright 2011-2013 © Paróquia São Francsico de Assis, Nova Iguaçu/RJ - Todos os direitos reservados